On the Road – Peru – Day 8 – Cusco – Vale Sagrado

On the Road – Peru – Day 8 – Cusco – Vale Sagrado

O tour pelo Vale Sagrado é algo mais que clássico para os turistas que visitam Cusco. Diversas agências oferecem o passeio, por isso é possível negociar e fechar um bom negócio.

A caminho do Vale Sagrado – Foto by Évelin Karen
A caminho do Vale Sagrado – Foto by Évelin Karen

O meu tour saiu da Plaza de Armas por volta das 08:30.  Paramos primeiro num centro de artesanato onde encontramos várias opções de lembrancinhas e estas lhamas e crianças fofinhas.

Da série Fofuras Peruanas – Foto by Évelin Karen

Andamos mais um pouco e descemos para comprar o famoso boleto turístico, obrigatório para entrar em diversas atrações do circuíto. Nosso primeiro sítio arqueológico foi Pisac. Fiz várias fotos e um tour recheado de histórias que nos fazem retornar à época da escola. Em alguns momentos a gente se sente num documentário da Discovery Channel. Muito legal aprender os significados e as funções de cada construção e invenção de anos e anos atrás.

Vale Sagrado – Pisac – Foto by Évelin Karen
Turistando em Pisac – Foto by Évelin Karen
Vale Sagrado – Pisac – Foto by Évelin Karen

Paramos para almoçar na cidade de Urubamba num restaurante super delicinha. Comida e sobremesa inclusa no valor do meu passeio (que já não me recordo mais) e bebidas pagas a parte. Tivemos uma boa variedade de pratos e é realmente uma pena eu não ter mais detalhes do local pra compartilhar com vocês. 

Docinhos que gosto pouco #sqn – Foto by Évelin Karen

Na parte da tarde visitamos Ollantaytambo. É dali que muitos turistas decidem embarcar nos trens com destino a Águas Calientes – Machu Picchu. Achei o lugar bem arrumadinho, cheio de lojinhas e barzinhos bonitinhos (bem turístico). Ouvi mais histórias e fiz mais fotos pelas ruínas incas. Além disso, ali pude ver melhor o contraste entre as construções antigas que se mesclam com a cidade atual.

Vale Sagrado – Cidade x Montanhas de Ollantaytambo – Foto by Évelin Karen
Vale Sagrado – Cidade x Montanhas de Ollantaytambo – Foto by Évelin Karen
Vale Sagrado – Cidade x Montanhas de Ollantaytambo – Foto by Évelin Karen

Vale Sagrado – Cidade x Montanhas de Ollantaytambo – Foto by Évelin Karen

A parte que eu mais gostei no meu tour no Vale Sagrado foi da penúltima parada numa loja em Chinchero que vendia uma grande variedade de artesanatos locais. Até aí nada de novo, mas a diferença se comparado com outros rolezinhos de compras é que neste nos foi mostrado o processo de produção artesanal das roupas: como era a lã de alpaca, como ela era lavada utilizando detergente natural (o negócio parecia nabo ralado e na água fazia uma espuma branquinha que deixava aquela lã imunda clarinha em questão de segundos), da onde eles extraem as cores para tingir as lãs (sementes, folhas e outras coisas da natureza), assim como o processo de tecer. Tudo isso misturado com muita simpatia e humor das chincheras. Ainda rolou chazinho quentinho pra aquecer aquele fim de tarde. Nem preciso dizer que muita gente gostou do atendimento VIP e comprou várias lembrancinhas.

Que dizer destes pets na parada do mercado em Chinchero? – Foto by Évelin Karen

A última parada do meu tour pelo Vale Sagrado foi em Chinchero onde existe outro sítio arquelógico e a igreja mais diferente que eu já vi na vida, com pinturas da escola de arte cusqueña. Confesso que nunca tinha visto nada parecido, por isso achei a Iglesia Colonial de Chinchero um pouco sinistra (peço desculpas pela falta de conhecimento em artes, mas as pinturas me causaram desconforto). Não é permitido tirar fotos lá dentro, por isso não terei como compartilhar com vocês 🙁

Vale Sagrado – Iglesia Colonial de Chinchero – Foto by Évelin Karen
Vale Sagrado – Iglesia Colonial de Chinchero – Foto by Évelin Karen

Voltei para Cusco, cheguei no Pariwana depois das 19:00, tomei um banho e ainda fui curtir a noite do Loki Hostel. Festa, beer pong, reggaeton, funk e as migas loucas que eu tinha conhecido em Huaraz: Mari e Manu.

A noitada foi mara! Fui dormir as 3, acordei 06:30, fiz check out, guardei minha bagagem no locker e parti para minha saga até Águas Calientes. Conto tudo pra vocês como foi conhecer Machu Picchu no meu próximo post!!!

Anúncios