Meu sabático de 100 dias – Capítulo 1 – Eu me demito! Quando a hora finalmente chega

Meu sabático de 100 dias – Capítulo 1 – Eu me demito! Quando a hora finalmente chega

23 de junho de 2019

Eu me demito! Sabe, por quase um ano eu planejei este momento e pensei que seria fácil. Aparentemente o trabalho estava me consumindo e eu percebia que já não conseguia mais render como de costume. Concentrar nas tarefas era algo cada vez mais difícil, os esquecimentos se tornaram cada vez mais recorrentes e o sentimento de frustração parecia ter tomado conta de mim e da minha vida. Mas no fundo eu achava que aconteceria como nos filmes: um belo dia eu chegaria para trabalhar, chamaria meus chefes pra conversar, falaria a tão sonhada frase “eu me demito” e sairia dançando pelos corredores dançando como num musical de Hollywood. Mas é claro que a vida real nem sempre imita a arte.

Na semana que antecedeu o dia D eu já sentia um leve frio na barriga, mas na véspera fui tomada por um misto de ansiedade, nervosismo e medo… muito medo!

Medo de fazer a maior merda da vida, medo de não conseguir outro emprego, medo de enfrentar todo o processo de seleção e entrevistas novamente, medo de… nem sei do que tenho medo, só sei que tenho!

A ideia de pedir demissão num momento em que o país vive um cenário desanimador e desesperador com mais de 13 milhões de desempregados parece ser bem idiota. Pedir demissão de fato para investir alguns meses da vida em um sonho parece ser idiota ao extremo, mas…

Até quando precisamos viver como se estivéssemos seguindo uma receita de bolo?

Até quando devemos trabalhar loucamente por 30, 40 anos em busca do pote de ouro chamado aposentadoria que poderá nos garantir anos de ócio e curtição?

Por que não podemos nos planejar para realizar nossos sonhos e curtir um pouco da nossa vida enquanto ainda estamos jovens e bem dispostos? 

Um livro que me ajudou a mudar o mindset e abordou estes questionamentos foi o Trabalhe 4 horas por semana do Timothy Ferriss (se você também cansou de viver no automático e quer se jogar no mundo por um tempo, #apenas leia este livro 😉).

E então, depois de muito frio na barriga e tremedeira conversei com minha chefia e… eu me demito! Mesmo sendo grata por todas as conquistas tinha chegado a minha hora. Para minha surpresa, fui bastante apoiada na minha decisão e isso serviu até como uma injeção a mais de ânimo.

A cartinha de demissão foi escrita, assinada e entregue no RH. Em 30 dias a rotina do trabalho será deixada de lado para que eu embarque no Meu Sabático de 100 dias. Em 30 dias iniciarei minha jornada pelo mundo, pois o velho sonho esta prestes a se tornar a mais nova realidade!

Anúncios