On the road – Bahia Parte 4 – Praia do Forte (o retorno)

On the road – Bahia Parte 4 – Praia do Forte (o retorno)

Profissão blogueiro de resorts: parece um sonho? Pra mim foi uma maravilhosa realidade! Passei um final de semana num resort maravilhoso na Praia do Forte e conto aqui como foi esta experiência.

Quem acompanha meu blog sabe que já rolou On the Road Bahia Parte 1Parte 2 e Parte 3 mas desta vez eu fui obrigada a voltar para a Praia do Forte. O motivo? Eu e mais 21 pessoas ganhamos a promoção Blogueiro de Resorts da Resorts Brasil. O prêmio? O meu foi um voucher com duas diárias no Resort Iberostar Bahia, mas os demais foram para outros 21 resorts espalhados pelo Brasil. Chato, não?

Praia do Forte – Foto by Évelin Karen

Chegamos na sexta à noite e ficamos encantadas com a estrutura do local: gigante! Banda ao vivo rolando no bar, espetáculo no teatro, balada depois das 23:00… A noite já estava bastante agitada, mas tudo que queríamos era conhecer nossos aposentos e partir para o jantar.

Uma das laterais do Iberostar Bahia – Foto by Évelin Karen
Iberostar Bahia – Foto by Évelin Karen

Achei o quarto bastante espaçoso, camas confortáveis, curti a varandinha com varal para secar as roupas de banho, frigobar com várias bebidinhas. O único ponto negativo foi que o quarto estava com um pouco de cheiro de mofo.

Nossos aposentos – Foto by Évelin Karen

No jantar fomos ao restaurante Meu Rei (o principal do hotel). Existem também os restaurantes Coqueiro (com várias opções de Carnes), Sakura (culinária japonesa), Mare Nostrum (culinária mediterrânea) e o El Colonial (culinária francesa), porém não conseguimos reservar nenhum destes na nossa curta estada.

O restaurante Meu Rei oferece um buffet bastante variado com diversas saladas, carnes, massas, peixes, uma vasta mesa de sobremesas, frutas, além de uma cartela diferenciada de bebidas. Comemos como se não houvesse amanhã e partimos para o bar para curtir a primeira noite de bons drinks.

Bons drink – Foto by Patrícia Teixeira
Cheers – Foto by Évelin Karen

No segundo dia esqueci de desligar meu despertador e as 5 da manhã fomos acordadas. Levantamos cedo e fomos conhecer o ambiente. O espaço do hotel é bem grande, com várias piscinas, quiosques, coqueiros e de frente para o belo mar baiano.

Curtindo a experiência – Foto by Patrícia Teixeira

Quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa que gosta de curtir o dia e dormir à noite. Fui surpreendida por diversas atividades recreativas e me senti uma criança grande no Iberostar. Resultado: fiz ginástica funcional na praia, hidroginástica, joguei bingo na piscina. Nos intervalos tomava um drink no bar molhado, comia um petisco ou tomava um sorvetinho.

BINGO! – Foto by Évelin Karen
Fazendo a modelo – Foto by Patrícia Teixieira

A noite ainda curtimos um jantarzinho, bons drinks e show de talentos. Ficamos tão “morridas” que não arranjamos forças para conhecer a “buatchy”.

Curtindo bons drinks de leve – Foto by Évelin Karen

No domingo, nosso último dia, acordamos as 5 da manhã novamente, mas desta vez corremos para acompanhar o nascer do sol.

Quando o sol nascer – Foto by Évelin Karen
Vem sol – Foto by Évelin Karen
Here comes the sun – Foto by Évelin Karen

Como minha consciência ficou bastante pesada com a quantidade de gordices do fim de semana, resolvi sair para correr e fui parar na Praia do Forte, na altura do Projeto Tamar e daquela piscina natural maravilhosa. Tirei umas fotos, dei um tchi bum e renovei minhas energias.

“Jogue flores pra sereia” – Foto by Évelin Karen
Praia do Forte – Foto by Évelin Karen

Quarto, banho, café da manhã farto (a la programa da Xuxa), últimos tchi buns e drinks na piscina. Hora de partir de volta para São Paulo.

Fim de tarde na Bahia – Foto by Évelin Karen

Gostei bastante da experiência de curtir um resort por alguns dias. Percebi que é um destino bastante escolhido por casais e famílias (aliás, vi que o hotel disponibiliza uma equipe de recreação que fica com as crianças… os pais e mães devem adorar). Agradeço muito ao Resorts Brasil pelo prêmio, a miga Patrícia Teixeira do blog Quase Blogueiros pela foto linda que ela tirou minha no Chile e que me ajudou a ganhar mais uma promoção.

ostou? Ficou com invejinha? Não fiquei! Aproveite e participe das diversas promoções que aparecerem por aí. Eu participo de quase tudo que vejo e deve ser por isso que, as vezes, eu ganho. Minha dica é seguir o blog Báu da Promoção. Sempre que eu tenho tempo eu entro na “Agenda de promoções” para saber quais promoções estão perto de encerrar, pois assim eu participo e corro o risco de ganhar (como foi o caso desta viagem mencionada acima). Em épocas de crise e vacas magras, ganhar uma viagem é conquistar um grande tesouro!

Sei que ando postando super pouco e tenho algumas viagens para compartilhar com vocês (João Pessoa, Sul de Minas, Olímpia…). Como estou de férias dos meus cursos pode ser que eu consiga colocar a casa em ordem, portanto em breve tem mais post chegando!

Anúncios

On the Road – Região dos Lagos – Day 1 and 2 – Cabo Frio

On the Road – Região dos Lagos – Day 1 and 2 – Cabo Frio

Depois de um longo hiato de mais de mais de cinco meses sem post estou de volta #todascomemora

Tenho outras viagens para postar, mas quero falar sobre meu último passeio que ainda está super fresco na memória: Região dos Lagos no Rio de Janeiro (sim, fui pro Rio de novo… rs). Desta vez visitei Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios. Lugares maravilhosos que rendem fotos incríveis e ótimas recordações.

Arraial do Cabo – Foto by Évelin Karen

Transporte: fui de ônibus, saindo de Mogi. Como saí sem data para voltar e sem pressa, peguei o Viação Sampaio que sai às 11:50 e passa nas rodoviárias de São José dos Campos, Taubaté e Barra Mansa para pegar mais passageiros. Na primeira parada, São José dos Campos, um homem muito inteligente desceu para lanchar (isso porque o motorista avisou que era uma parada rápida apenas para embarque).

Nem preciso dizer que o motorista esqueceu este indivíduo na rodoviária e só foi “lembrar” quando o celular de um dos funcionários da empresa que viajava no ônibus tocou com um funcionário da rodoviária avisando sobre o passageiro perdido. Resultado: já estávamos na estrada há mais de 10 minutos e tivemos que voltar para buscar a criatura. É claro que isso implicou em atraso na minha programação, mas eu resolvi não me estressar. Liguei meu Spotify Premium (que eu tinha assinado de graça por uma semana), coloquei nos hits dos anos 80 e 90 e tentei me desligar do mundo.

Algum lugar entre Rio e São Paulo Foto by Évelin Karen

Cheguei na cidade maravilhosa às 18:50 e consegui embarcar no ônibus para Cabo Frio das 19:06. Viação 1001, Wifi no bus, achei luxo (e meio caro… R$ 70,00 em uma viagem de pouco mais de 2 horas). Cheguei na rodoviária de Cabo Frio e peguei um Uber para o hostel que ficava super perto. Neste primeiro dia só fiz meu check in, vi qual passeio faria no dia seguinte e tomei uma cerveja de boas vindas.

Cervejando – Foto by Évelin Karen

Aliás, precisamos falar sobre o Moov! Que dizer deste hostel que eu mal conheço e já considero pacas???? A dona, Marcelle, lacrou abrindo este albergue: super bem localizado, limpo, café da manhã delicinha, instalações novíssimas, bem decorado, aconchegante, várias dicas de passeio, pertinho da Praia das Dunas, de supermercado, ponto de ônibus. Fiz uma ótima escolha me hospedando no Moov Hostel e super recomendo para quem decidir visitar Cabo Frio.

Cervejando no Moov Hostel – Foto by Évelin Karen
Bem Vindo! Moov Hostel – Foto by Évelin Karen

No meu segundo dia de passeio acordei cedo, tomei meu café delicinha e fui conhecer a Praia das Dunas que fica pertinho do hostel. Fiz algumas fotos, admirei o lugar e molhei os pés para confirmar se a água era gelada como falavam. Sim, a água é bemmm gelada e o lugar é lindíssimo. Amei, amei!

Eve na Praia das Dunas – Foto by Évelin Karen
Praia das Dunas – Foto by Évelin Karen

Continuei caminhando pela praia, depois liguei meu Google Maps e fui até o Boulevard Canal onde embarquei na escuna para fazer o passeio pelas praias de Cabo Frio. Fiz o passeio pela empresa Índio Tour (paguei R$ 35,00 e já tinha reservado no hostel). Neste tour passamos pelo Canal do Itajuru, Condomínio da Moringa, a famosa Ilha do Japonês, Forte de São Matheus, Praia do Forte, Farol da Lajinha, Praia Brava e Ilha dos Papagaios. Paramos nesta última ilha e em mais outro lugar para banho. Enfrentei a água gelada e curti um pouco do delicioso e gelado mar carioca.

Museu de Arte Religiosa e Tradicional – Foto by Évelin Karen
Eve e o mar em Cabo Frio – Foto by Évelin Karen

Cabo Frio – Foto by Évelin Karen

Terminando o passeio resolvi visitar a famosa Rua dos Biquínis de Cabo Frio. Tem muita coisa com preços razoáveis, mas só comprei um frufru de cabelo rs

Voltei para o Canal e almocei no restaurante Ratata. Comidinha gostosa e preço justo.

Rua dos Biquínis – Foto by Évelin Karen
Comidinha delícia do restaurante Ratata – Foto by Évelin Karen

Liguei o Gps de novo e voltei caminhando para o Hostel. Passei no super, comprei suprimentos, tomei um banho e à noite fiquei de buenas no hostel curtindo a noite das empanadas colombianas e tomando uma boa cerveja gelada. Estas empanadas são muito gostosas, principalmente com estes molhinhos cítrico e picante.

Noche de las empanadas colombianas – Foto by Évelin Karen

No próximo post conto para vocês sobre o meu Day 3 onde conheci Arraial do Cabo, o Caribe brasileiro.

On the road – Bahia Parte 2 – Praia do Forte, Projeto Tamar e Praia de Guarajuba

Conhecendo um pouco das belezas da Praia do Forte e Praia de Guarajuba

Depois de fazer o famoso city tour pela cidade de Salvador, tiramos o próximo dia para realizar alguns passeios para lugares um pouquinho mais afastados, como o da Praia do Forte, onde fica o Projeto Tamar. 

Projeto Tamar Praia do Forte – Foto by Évelin Karen
Tartarugas do Projeto Tamar Praia do Forte Foto by Évelin Karen

O ingresso é simbólico e você pode fotografar e ver de pertinho várias espécies de tartarugas marinhas. Durante o tour um pequeno acidente aconteceu: meu pai escorregou na ponte de pedras e caiu no laguinho das tartarugas. O pessoal do Projeto foi super atencioso. Prontamente nos levaram ao postinho de saúde onde foi feito um curativo para que pudéssemos seguir com o passeio.

Filhotinhos de tartarugas no Projeto Tamara Praia do Forte – Foto by Évelin Karen
Fotinho na ponte antes do acidente – Foto by Évelin Karen

Depois do susto curtimos um pouco da Praia do Forte, que por sinal é lindíssima. Tem uma parte com corais, piscininha natural, coqueiros, mar calmo… um verdadeiro paraíso!  

Praia do Forte – Foto by Évelin Karen
Corais da Praia do Forte – Foto by Évelin Karen

Ficamos numa barraquinha onde experimentamos um bolinho de peixe super delícia. Bem ao lado deste quiosque fica a Igreja de São Francisco. A cidade estava em festa porque era dia do Santo e eu achei no mínimo interessante o pessoal levando as tartarugas na Igreja pra benzer… rs

Eve na Praia do Forte – Foto by Évelin Karen
Family trip Bahia – Foto by Évelin Karen

Hora de dar tchau para a Praia do Forte e saborear um sorvetinho para refrescar o calorão. Embarcamos no ônibus e fomos para a Praia de Guarajuba onde almoçamos e curtimos a preguiça. Consegui dar uns tchi buns, mas não queria deixar meu pai muito sozinho (já que ele estava machucado).

Praia de Guarajuba Bahia – Foto by Évelin Karen

No final do passeio fui ver alguns chapéus e até achei um que era a minha cara. Porém, fiz a econômica, peguei, tirei foto, fiz carão e devolvi! rs

Fazendo a panamenha – Foto by Évelin Karen

E no próximo post desta trip baiana, finalizo minha trajetória em Salvador em grande estilo: passeio de escuna pelas Ilhas Baianas.