Virada Cultural 2014

Este final de semana rolou a décima Virada Cultural em São Paulo e é claro que eu marquei presença nesta festa que eu adoro. Inicialmente eu iria passar a noite, mas como não deu certo decidi ir pelo menos curtir o domingo de uma maneira diferente.

Cheguei na Sé por volta de 11:00 e pude ver um show de stand up bem legal. De quebra pude conferir o Márcio Américo no palco e confirmar que além de bom roteirista é um ótimo comediante.


Igreja da Sé – Foto by Évelin Karen

Depois sai sem rumo e com vontade de ir ao banheiro então parei no Shopping Light, aproveitei a viagem e comi uma torta trufada deliciosa (pra quem está conferido meu outro blog “Quero entrar no meu vestido azul” saiba que dia de domingo eu posso comer normalmente).

Continuei caminhando, passei pela República onde rolava um show de Rap e acabei no Minhocão para saborear uma cervejinha artesanal. A escolhida foi a Bamberg que eu achei muito boa.


Choop Bamberg – Foto by Évelin Karen



Como saco vazio não para em pé passei na barraca do Marcelino e comi um sanduíche de pernil delicioso. Achei R$ 15,00 caro, mas estava bem gostoso.


Sanduíche de Pernil na barraca do Marcelino – Foto by Évelin Karen


Continuei minha caminhada e consegui assistir o final do show do Dominatrix. Me lembrou a época da facul… quando eu ouvia Le Tigre, The Distillers e cia limitada.


Dominatrix – Foto by Évelin Karen


Entre uma esquina e outra a gente encontra muita gente maluca, bêbada, descolada, artistas que fazem da rua um palco e aproveita para ganhar alguns olhares daqueles que passam.

Virada indígena – Foto by Évelin Karen


Como já estava cansada fiquei em dúvida se eu esperava o show da Valesca. Fui para o palco onde sela ia se apresentar, no Largo do Arouche, e acabei curtindo um show de uma banda que nunca tinha ouvido falar na vida: Brea na Garoa (Felipe Cordeiro + Lia Sofia + Lue). Som regional do Pará, participações especiais de Dona Onete e Fafá de Belém, muita dança, batuque e público se divertindo.

Brea na Garoa e Fafá de Belém – Foto by Évelin Karen


Troca rápida de palco e eis que surge Valesca e seus dancarinos. O público foi ao delírio mesmo debaixo de chuva, vento e granizo… Foi um baile funk de rua super divertido com direito a Beijinho no ombro 3 vezes (haja repertório).


Valesca Popozuda – Foto by Évelin Karen


Depois de ficar igual a um pinto molhado finalmente encontrei um rosto conhecido (a Gi) e até fiquei pra curtir o último show que seria Roberta Miranda, porém devido a forte chuva e aos choques que estavam rolando no palco o show foi cancelado.


Concurso Garota Molhada – Foto by famosa quem?


Mais uma vez tive uma Virada tranquila: não sofri nenhum tipo de violência ou perturbação, pude assistir ótimos shows de graça e curtir aquele clima delicioso do centro que só a Virada consegue proporcionar.

Anúncios

Deixe uma resposta