Cheers!

Abril se foi, sem um risco ou rabisco. Sem um dizer ou saber. Sem um sinal de vida ou de morte. Simplesmente passou e eu nem vi. Mas senti e vivi. De novo só ano que vem. E não sei o que me reserva, o que me aguarda. Os planos continuam soltos em algum lugar. Longe de qualquer papel, nem perto de virar rascunho. Vamos vivendo e esquecendo do que incomoda ou atrapalha. O importante é não se importar. Cheers!

Anúncios

Deixe uma resposta